APRESENTAÇÃO
INFORMAÇÕES/PROGRAMA
INSCRIÇÕES
APRESENTAÇÃO
A prescrição é uma das atribuições clínicas do farmacêutico e deverá ser realizada com base nas necessidades de saúde do paciente. A resolução que a preconiza encerra a concepção de prescrição como a ação de recomendar algo ao paciente. Tal recomendação pode incluir a seleção de opção terapêutica, a oferta de serviços farmacêuticos ou o encaminhamento a outros profissionais ou serviços de saúde. O ato de prescrever não constitui um serviço clínico per se, mas uma das atividades que compõem o processo de cuidado à saúde.

Apesar disso, discutir prescrição farmacêutica não é tarefa fácil. É importante ressaltar ainda que para exercer essa prática deveremos sempre prezar e obedecer ao Código de Ética da Profissão Farmacêutica, principalmente no que refere o capítulo I, art. 2° (O farmacêutico atuará sempre com o maior respeito à vida humana, ao meio ambiente e à liberdade de consciência nas situações de conflito entre a ciência e os direitos fundamentais do homem), art. 3° (A dimensão ética da profissão farmacêutica é determinada, em todos os seus atos, pelo benefício ao ser humano, à coletividade e ao meio ambiente, sem qualquer discriminação) e art. 4° (Os farmacêuticos respondem pelos atos que praticarem ou pelos que autorizarem no exercício da profissão).

Diante do exposto, vislumbramos a importância da qualificação profissional para a prática clínica farmacêutica e quanto a educação continuada pode contribuir nesse processo.

Comissão de Farmácia Magistral do CRF/PE